pt
enfrptes

Chamada para submissão: Revista ComCenso

Atualizado em: 5 de dezembro de 2020

Qualis:  B3 (Ensino)

A promoção de um debate amplo, plural e democrático acerca das práticas e das metodologias de ensino antirracistas representa, sem dúvida, uma demanda urgente no campo da educação. Compreende-se como racismo a ocorrência de todo o tipo de discriminação em relação a alguém, em função de suas características étnicas, origem e/ou cor de pele – inclusive preconceitos que são exprimidos por meio do uso de estereótipos. É importante ressaltar, contudo, que o racismo não ocorre apenas na esfera interpessoal; pelo contrário, existem dimensões desse fenômeno que possuem um caráter altamente institucionalizado. O chamado racismo estrutural é resultado de um processo secular de exclusão, que se cristalizou nas diferentes instâncias da sociedade, com incidências diretas na cultura, na religião, na política, na saúde, no mercado de trabalho e, evidentemente, também no campo da educação. Vale ressaltar que a discriminação racial afeta não somente as populações negras, mas também indígenas e outros grupos étnico-raciais.

O fortalecimento das práticas e das metodologias educacionais antirracistas tem como principais objetivos problematizar e eliminar a ocorrência de episódios de discriminação em suas mais variadas formas, conforme expresso em diversos documentos e diretrizes legais, como o Currículo em Movimento, o Eixo Transversal Educação para as Relações-Raciais, a LDB e a Base Nacional Comum Curricular. Com o intuito de contribuir para esses esforços, a RCC convida autores a submeterem trabalhos originais que explorem a temática do combate ao racismo no contexto educacional, focando em especial, mas não limitado, nos seguintes temas:

  As diferentes dimensões do racismo e seus efeitos nas dinâmicas educacionais formais e informais. 
  O racismo estrutural e suas manifestações no campo da educação. 
  Invisibilidade e representação na produção de livros e materiais didáticos. 
  A importância da interseccionalidade no combate ao racismo no ambiente escolar. 
•  Afrofuturismo e a produção de conhecimento científico. 
  Desafios dos povos indígenas e os processos de educação formal.
  A educação antirracista como mudança de paradigma educacional. 
  Metodologias de ensino e iniciativas pedagógicas bem-sucedidas, que possam auxiliar a confrontar e inibir práticas discriminatórias historicamente naturalizadas, tendo a diversidade como alicerce e norte para melhora da qualidade na educação.

Data limite para submissões: 17/01/2021

Data estimada para publicação: Março/2021

Diretrizes para autores e regras de submissão

Contato para dúvidas e esclarecimentos: [email protected]

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Feedback destacado
Ver todos os comentários
Universidade Federal de Alagoas - UFAL
Universidade Federal de Alagoas
Faculdade de Letras - FALE
Faculdade de Letras

Copyright © Gedeall 2020. Todos os direitos reservados. 

0
Adoraríamos saber sua opinião. Deixe um comentário. x
()
x